DEMOCRATAS PORTO ALEGRE

DIÁLOGO

Diálogo. É o que precisamos nesse momento para qualquer ação.
Não há dúvidas de que, estando próximos de esgotamento do atendimento de saúde, medidas restritivas devem ser tomadas. Não se aposta com a vida das pessoas.
E, todos somos da concordância que o grande e fiel balizador para qualquer medida tem sido a ciência e a estatística trazida por ela.
É isso que queremos. Acesso a ela. Dialogar, também, com ela.
Precisamos entender onde estão nosso focos de contágio nesse momento. Onde o atendimento pode afogar primeiro. Quais serviços são passíveis de maior controle e os que as aglomerações tem sido recorrentes.
O atendimento da região metropolitana consome nosso sistema mais do que a capital? E, não deveriam ser rigorosas as restrições nessas áreas?
O fechamento dos shoppings centers ou qualquer outra medida deve ser validada por algum parâmetro e é esse que desejamos discutir e analisar juntos.
E o centro? E os parques? E o transporte coletivo?
Apoiar ou se opor a uma medida, sem acesso integral ao mapeamento do que está sendo feito ou previsto é, no mínimo, falta de responsabilidade com aqueles que nos confiaram a FISCALIZAÇÃO de tudo que afeta a vida das pessoas.
Se há dúvidas, temos que dirimi-las.
Aguardamos nossa reunião com o prefeito. E, como é meu compromisso assumido, expor aqui a todos.

Deixe um comentário